Cryptococcus neoformans E Cryptococcus gattii: PERSPECTIVAS SOBRE A ECO-EPIDEMIOLOGIA E NOVOS NICHOS ECOLÓGICOS

TATIANA CAROLINE DIAS PEREIRA, ROSÂNGELA ABREU MONTEIRO DE BARROS

Resumo


A Criptococose vem assumindo um papel relevante dentre as infecções fúngicas oportunistas por ser considerada uma das micoses mais comuns nos indivíduos imunodeprimidos. Seus agentes etiológicos, Cryptococcus neoformans e Cryptococcus gattii, são encontrados na natureza em fezes de pombos e outras aves, além de madeira em decomposição. Esse estudo justifica-se uma vez que o Cryptococcus neoformans e Cryptococcus gattii são fungos cosmopolitas encontrados em diferentes nichos em áreas ambientais, podendo dessa forma, acarretar prejuízo das funções para os indivíduos imunocompetentes, aumentando a morbidade e mortalidade nesses pacientes. Para realização desse estudo, foram feitas pesquisas através de revisão bibliográfica de artigos e periódicos que retratam o assunto. Os dados encontrados neste estudo abrem uma interessante perspectiva sobre a ecoepidemiologia do Cryptococcus gattii, uma vez que verificou-se que sua presença não está associada apenas a nichos ecológicos específicos, podendo ser encontrado em diferentes regiões e árvores.


Palavras-chave


Cryptococcus neoformans; Cryptococcus gattii; Eco-epidemiology; Cryptococcosis.

Texto completo: ODT PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.